Novo documentário da CMK Play aborda o tema refugiados de guerra no Brasil


Em parceria com o diretor José Roberto Pereira, a CMK Play irá realizar um novo documentário que vai abordar o tema dos refugiados de guerra no Brasil por meio da história da artista plástica angolana Beatriz Valdez, que se refugou no Brasil durante a Guerra Civil em Angola, iniciada no ano de 1975.


Depois da independência, Angola ficou dividida por um conflito interno que durou quase três décadas, acabando por definir os contornos do poder político angolano até à atualidade. Os principais protagonistas do conflito armado, que só terminou com os acordos de paz de 2002, foram o Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA) e a União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA).


A população, sobretudo os camponeses e os professores, além de meros militantes partidários, sofreram as consequências brutais daquela que é considerada a mais mortífera e longa guerra civil africana.



O CEO da CMK Play Guto Aeraphe e o diretor José Roberto Pereira



5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo